.

domingo, 4 de abril de 2010

O que passa no Interior




O que adianta sorrir se no interior queria estar chorando. O que adianta querer ser sociável quando na verdade se quer estar enclausurado numa torre alta e distante de tudo e todos.
Será que á algo errado comigo? Será que deveria ser menos complexo, viver o que demonstro sentir?
Que droga, não quero ser exemplo de nada, quero poder viver.....mas a cada dia sinto preso, sem direito a estar feliz.
Porque tem que ser tudo difícil? Ter que lutar contra tudo. Ansiar um pote de ouro no final não é nada confortador algumas vezes.
Mereço um troféu por não querer se igualar a comportamentos que repudio, ou será que não mereço nem um aperto de mão por estar fazendo nada mais que minhas obrigações?
Sinto meus sentimentos se rebelando dentro de mim.
Que adianta ler tantas literaturas se sofro por administrar a “não depressão”.
Tenho medo de mesmo lendo o livro do “Kai Hermann e Horst Rieck” não sirva de nada em minha vida.

2 comentários:

Tatiane Rosa on 7 de abril de 2010 21:15 disse...

Todos nós sentimos isso as vezes,eu por várias vezes sinto isso e tranco-me na minha fortaleza da solidão,procure desfazer todo sentimento mal aproveite o momento de refúgio para procurar os motivos que o levaram a tal sentimentos se não houver sucesso,procure alguém para conversar,ore a Deus para te dar um direcionamento,sempre há uma razão para nossos sentimentos bons e ruins,se precisar de alguém para conversar estarei sempre presente,mesmo um pouco desaparecida por causa do trabalho hehhe!!!

Rodrigo on 7 de abril de 2010 22:27 disse...

Foi um momento que estava me sentindo bastante triste. Sem um motivo em especifico...
Já estou bem melhor, não que esteja livre de futuras frustrações emocionais, rs

muito obrigado amiga por se preocupar....

tenho que voltar a escrever meu livro...to enrolando de mais, rs

Fique na paz!

Postar um comentário

 

A opinião contrária © 2008 Business Ads Ready is Designed by Ipiet Supported by Tadpole's Notez