.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Bom/Ruim ao mesmo tempo

1 comentários



Tenho uma boa notícia....comprei um diário.....Tenho uma pessima notícia....vou demorar nas postagens.
Eu amo escrever, com esse diário estou escrevendo tudo o que queria desabafar mas não tinha ninguém pra ouvir(aqui eu faço isso.....mas não tenho um pc toda hora que estou afim de escrever).
Não sei se fui inspirado na Literatura de Anne Frank, ou uma utopia gerada pela minha falta de fazer nada interessante. Só sei que a cada dia que passa estou conseguindo desabafar como quero. Eu nunca tive um diário, não sei como se escreve dessa forma. Mas ao decorrer do tempo estou me soltando.
E agora, como fica o meu blog? Não vou deixar de postar por aqui. Mas estou em época de provas, por isso nada de ficar muito tempo na net.
Mas acredito que escrever em um diário irá melhorar a forma que escrevo. Vou poder corrigir meu erros. Pois bem, vou me despedindo( por quê que acredito que muitas pessoas visitam esse blog?)
até +
Ler

domingo, 12 de setembro de 2010

Quem Quer Ser um Milionário?

0 comentários



O filme foi dirigido por Danny Boyle e escrito por Simon Beaufoy, tendo como atores principais Dev Patel e Freida Pinto. O filme foi lançado em 12 de dezembro de 2008, pela Fox Searchlight e Warner Bros, e foi vencedor de oito Oscars, sete BAFTA's e quatro Globos de Ouro.¹

Meio que "sem querer" que acabei assistindo esse filme. Estava no HD de um pc do meu trabalho. Assumo que de primeira, não dei muito crédito. Só comecei a "acreditar" um pouco na qualidade do filme depois de pesquisar na internet. Quando coloquei o filme, meu irmão foi correndo dormir como um coelho fugindo de uma raposa( eu sei, poderia ter feito uma comparação melhor....é que me faltou uma ideia original). Mas com o som do filme gritando na sala, veio correndo assistir. De primeira, achei que não me espantaria com a história. Mas no decorrer, pude ver que me faltaria folego para conseguir ficar até o final, e que algumas lágrimas tentariam( sem sucesso) escorrer pelos meus olhos.
A minha imaginação fluía, como de uma criança com sua ingenuidade. Podia ver a paixão saltar da tela. O filme mostrou que o tempo tentou em vão apagar algo que era eterno, o amor.
Ver Jamal na sua busca pelo o que as vezes me pareceu em vão, me deu uma certa motivação, me fez sonhar. Não que eu tenha um amor perdido no tempo. Mas sim, continuei acreditando nessa forma de amor. Isso é utopia para muitos( muitos mesmo). Dificilmente vejo alguém compartilhar a ideia de um amor puro, eterno. Deparo diariamente com um amor "carnal" onde na verdade, nem pode ser caracterizado como amor.
"Na moral" tem dias que deixo de acreditar nessa utopia(mesmo escrevendo textos sobre amor). Me vem a idéia que tudo não passa de pura falácia. Mas vendo filmes assim( sei que é apenas um filme) me faz ainda ter forças( não sei até quando).
Ler

sábado, 11 de setembro de 2010

Brincando com fogo

3 comentários
Um grande perigo que muitos teimam a desafia-lo. Esse perigo ronda os corações tanto de jovens quanto de adultos. Sua ação pode ser devastadora. Há aqueles que não "dão bola" a outros que caem nas garras astutas dessa armadilha. Os prisioneiros não possuem o direito de escolha, lutam em vão se desvencilhar, pobrezinhos, dificilmente conseguem.
Pra quem se pergunta que perigo poderia ser tão devastador, estou falando do amor. Vejo diariamente pessoas cegas, que tomam atitudes que em lucidez nunca tomariam(que elas mesmas condenam).

Confesso que não vejo o Amor como algo ruim, mas não consigo entender o porque de muitos sofrem por ele.

Será que elas amaram a pessoa errada? Mas espera um momento.....como é possível amar a pessoa certa de cara?

Cito trecho de uma musica do Jota quest

Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito prá ninguém

As vezes nao se escolhe amar, esse sentimento é involuntário. Amar não é ter certezas, mas mesmo nas incertezas amar.

Deixo mais um pedaço de uma musica do jota quest para sua meditação.....amar ou não amar...você escolhe( ou não)

Então seguirei
Meu coração até o fim
Prá saber se é amor
Magoarei mesmo assim
Mesmo sem querer
Prá saber se é amor
Eu estarei mais feliz
Mesmo morrendo de dor, yeah!
Prá saber se é amor
Se é amor
Ler

domingo, 5 de setembro de 2010

Casar pra quê?

3 comentários


Por um tempo me perguntei em qual blog eu deveria postar esse texto. Não sei se posso qualificar esse post como uma opinião. Acabou que resolvi postar por aqui.

Meus pais são separados, onde deveria existir exemplos a serem seguidos só existem exemplos a não serem seguidos. Como juras de amor podem ser simplesmente esquecidas?

Vou amar-te na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, até que a morte nos separe.

Um dia quando criança, ouvi algo que lembro até hoje "Não se deve procurar pessoas pra ter um relacionamento que tenham enfrentado algum problema familiar, pois elas tendem a seguirem os mesmos passos de seus pais."

Estou condenado a fazer as mesmas coisas que reprovo?

As pessoas tem suas escolhas, mesmo perdendo suas referencias. Claro que essa desvantagem de uma falta de um espelho a ser seguido faz um pouco de falta. Essa falta posso explicar como uma inexistência da figura paterna moldando sua personalidade. Nada que observar os erros dos outro e um pouco de leitura não resolva..rs

Entrei em um blog na qual a autora dizia "Até hoje nunca ouvi uma jura de amor eterno mais bonita e mais falsa do que esta(a que está destacada em vermelho). Não acredito em juras de amor eterno."
Na verdade, esse pensamento não está restrito a dona desse blog. Muitos hoje em dia perderam a fé no casamento. Diversas vezes ouço de pessoas no meu trabalho coisas do tipo "Quer um conselho? nunca se casa".

Será que elas foram infelizes porque casaram com a pessoa errada? .....mas espera.....existe a pessoa certa?


Não acredito em alma gêmea, que uma pessoa esteja destinada a ficar com alguém, e esse alguém seja a(o) única(o) capacitada(o) de te fazer feliz.
Mas então como ter um casamento estável em meio a tantas separações?

Acredito que não exista uma formula mágica. Poderia dizer que "só com um casamento planejado é possível alcançar a estabilidade" mas existem diversos casamento que não foram planejados e duram até hoje( tenho um tio que é prova disso).
Você poderia dizer " tem que haver Amor entre os 2". Ai vem a famosa frase "amor não paga contas". A maioria das brigas familiares são motivadas por falta de dinheiro.

Se desejo que um tem pelo outro for superior a vontade de se separar, dificilmente irá fracassar essa união. Problema todo casamento enfrenta. A diferença está em se querem enfrentar juntos ou separados.
Ler
 

A opinião contrária © 2008 Business Ads Ready is Designed by Ipiet Supported by Tadpole's Notez